Volte ao SPIN


terça-feira, 27 de abril de 2010

Matemática & Arte

Assistindo um vídeo contendo imagens recentes da superície do sol, postado por Gersier no Luis Nassif lembrei-me de fractais isso matemática arte "magnetosphere fractals fractal trentemoller music abstract abstrait art deviant fractales style musique waves vagues"

http://www.youtube.com/watch?v=vb4OrqPBQyA&feature=related

O mito da imparcialidade da imprensa brasileira
A mídia esconde sua partidarização, diz especialista. Considerada mito sob os olhares mais críticos, a imparcialidade nos meios de comunicação sempre foi objeto de discussões infindáveis, sobretudo, do lado de dentro dos muros acadêmicos. Em tempos de corrida eleitoral, a questão, polêmica por excelência, volta a monopolizar os debates. Estaria a grande imprensa se portando de maneira equilibrada em relação aos candidatos, principalmente, no que diz respeito aos postulantes à cobiçada vaga de “comandante-mor” da nação?
Na análise do sociólogo e jornalista Laurindo Leal Filho, professor da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (USP), a resposta é não. “A diferença entre quase todos os meios de comunicação do Brasil e os do exterior é que, no exterior, eles assumem, publicamente, o candidato ou o partido que estão apoiando”, afirma.
Categórico, ele diz que a mídia brasileira esconde sua posição política.”É praticamente impossível a isenção total”, dispara. Leal defende que a mesma postura adotada por outros países seja incorporada pelos veículos impressos daqui, para evitar que gatos e lebres sejam colocados em um balaio comum.

“É o caminho mais honesto. Do contrário, você acaba enganando o leitor com a suposta imparcialidade que, na verdade, não existe.”

Veja abaixo a entrevista:
Aqui o artigo na íntegra
Meu comentário

Assim fica bem fácil para a latifúndio da mídia ter controle absoluto sobre a senzala. É que os brasileiros, a partir do momento em que pensam ser neutra a imprensa, fica mais fácil para os escravocratas. Pois o (e)leitorado acreditará que a a mídia não tendo um lado, poderá nela acreditar, bem como nas suas pesquisas de opinião pública. Uma beleza para o barontato da mídia. Como dizem, do jeito que o diabo gosta.

Nenhum comentário: